Novidades e saber

Eventos e artigos

No more posts
000-1.jpg?fit=700%2C583&ssl=1
23/Apr/2019

As crianças estão sempre prontas para aprender

“As crianças estão sempre prontas para aprender – é só uma questão do que vão aprender, como vão aprender, e em que contexto vão aprender.” Carlton & Winston (1999)

A avaliação dos pré requisitos para a entrada no 1º. ano de escolaridade está inserida nos rastreios pré escolares habitualmente recomendados e  destina-se a todas as crianças entre os 5 e os 6 anos. Tem como objetivo apurar a aptidão cognitiva, comportamental e socio- emocional da criança para ingressar no 1º. ano do ensino básico, bem como o despiste de dificuldades que possam comprometer a aprendizagem. Deverá ser realizada com antecedência de modo a permitir a intervenção de acordo com as dificuldades apresentadas ou eventualmente se apresentarem dificuldades relevantes, os pais poderem optar pelo pedido de adiamento escolar. Idealmente, deverá ser realizada durante o ano lectivo anterior á entrada para o 1ºano.
A intervenção realizada neste âmbito pelos técnicos do Monte Belo Saúde, Consultórios, Terapeuta da Fala, Psicóloga Infantil e Psicóloga Educacional vai no sentido de, uma vez conhecidas as dificuldades, educar e potenciar aprendizagens que conduzam a uma transição com o maior sucesso possível. A avaliação visa, não só o levantamento das dificuldades, mas o mais importante: estimulação das competências das crianças, permitindo uma transição adequada a cada caso.
Os objectivos acima descritos estão de acordo com um estudo realizado por Monteiro, J. A Prontidão Escolar de Crianças em Transição para o 1º Ciclo – Crenças de Pais e Professores, na qual conclui que “ (…) fará mais sentido uma avaliação de caráter funcional, compreensivo, em que se avalie com o objetivo de estimular e ajudar, e não de rotular e dicotomizar enquanto “pronto/não pronto”.
A nossa meta, para além de tranquilizar os pais face às suas dúvidas, apurar ligeiras dificuldades ou grandes perturbações e de acordo com as conclusões de estudos efectuados é também.

 “ educar para a mudança e  promover uma melhor adaptação, contemplando todas as dimensões que se verifique serem necessárias: física, académica, social, emocional, entre outras.” (  Monteiro, J.,  2012)

Se identifica alguma destas situações. Fale connosco.

Psicologia infantil  |  Terapia da Fala  |  Artigo

Escrito por: Drª. Emília Lucas


Psicoogia-educacional.monte_.belo_.saude_.globalmind.jpg?fit=576%2C864&ssl=1
08/Apr/2019

A Psicologia Educacional é o ramo da Psicologia que se dedica à compreensão e intervenção nos processos de ensino-aprendizagem.
A aprendizagem é um processo contínuo, um percurso que iniciamos desde o nascimento e desenvolvemos ao longo da nossa vida. Assim, o Psicólogo Educacional intervém em vários contextos educativos e com populações com idades distintas. O seu papel assenta em quatro eixos estruturais: prevenção, avaliação, intervenção e investigação. De um modo geral atua para potenciar a aprendizagem e na atenuação ou eliminação das barreias ao processo de aprendizagem. Intervém a nível individual, grupal, institucional ou comunitário, nas seguintes situações:
• Em casos de insucesso escolar (em situações pontuais ou prolongadas);
• Promove métodos e estratégias de estudo regulares e eficazes;
• Avalia e intervém nas dificuldades de aprendizagem específicas;
• Promove estratégias que potenciem o desenvolvimento cognitivo, como a atenção, memoria, percepção, raciocínio e o desenvolvimento afectivo e social (autonomia, personalidade e comportamento);
• Promove programas de desenvolvimento vocacional (escolar e profissional);
• Intervém com as famílias no desenvolvimento de programas de competências parentais, na partilha de informação, sensibilização e treino de competências;
• Desenvolve programas de formação de docentes de forma a clarificar problemáticas específicas e intervir numa lógica de prevenção.

Se identifica alguma destas situações, o Psicólogo Educacional pode ajudar. Fale connosco.

Escrito por: Drª. Susana Sardinha

Panfleto-programa-das-2ªs-jornadas.jpg?fit=687%2C923&ssl=1
08/Apr/2019

A Unidade de Psicologia Clínica do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra realizou, de 20 a 22 de março de 2019, as suas 2ªs Jornadas. Este evento permitiu a divulgação da ciência relevante e a formação específica e especializada, profissional e competente dos profissionais de saúde ligados à área da Psicologia.
O primeiro dia foi dedicado inteiramente à realização de dois workshops, Psicofarmacologia para psicólogos e Intervenção cognitivo- comportamental em jovens com problemas de comportamento. Nos dois dias seguintes o programa desenvolveu -se em torno de grandes temáticas, proporcionando o debate do exercício das diversas especialidades em vários contextos.


Newsletter

[mc4wp_form id="1806"]

Copyright by Global_Mind 2018. All rights reserved.