As crianças estão sempre prontas para aprender

April 23, 2019 0
000-1.jpg?fit=700%2C583&ssl=1

As crianças estão sempre prontas para aprender

“As crianças estão sempre prontas para aprender – é só uma questão do que vão aprender, como vão aprender, e em que contexto vão aprender.” Carlton & Winston (1999)

A avaliação dos pré requisitos para a entrada no 1º. ano de escolaridade está inserida nos rastreios pré escolares habitualmente recomendados e  destina-se a todas as crianças entre os 5 e os 6 anos. Tem como objetivo apurar a aptidão cognitiva, comportamental e socio- emocional da criança para ingressar no 1º. ano do ensino básico, bem como o despiste de dificuldades que possam comprometer a aprendizagem. Deverá ser realizada com antecedência de modo a permitir a intervenção de acordo com as dificuldades apresentadas ou eventualmente se apresentarem dificuldades relevantes, os pais poderem optar pelo pedido de adiamento escolar. Idealmente, deverá ser realizada durante o ano lectivo anterior á entrada para o 1ºano.
A intervenção realizada neste âmbito pelos técnicos do Monte Belo Saúde, Consultórios, Terapeuta da Fala, Psicóloga Infantil e Psicóloga Educacional vai no sentido de, uma vez conhecidas as dificuldades, educar e potenciar aprendizagens que conduzam a uma transição com o maior sucesso possível. A avaliação visa, não só o levantamento das dificuldades, mas o mais importante: estimulação das competências das crianças, permitindo uma transição adequada a cada caso.
Os objectivos acima descritos estão de acordo com um estudo realizado por Monteiro, J. A Prontidão Escolar de Crianças em Transição para o 1º Ciclo – Crenças de Pais e Professores, na qual conclui que “ (…) fará mais sentido uma avaliação de caráter funcional, compreensivo, em que se avalie com o objetivo de estimular e ajudar, e não de rotular e dicotomizar enquanto “pronto/não pronto”.
A nossa meta, para além de tranquilizar os pais face às suas dúvidas, apurar ligeiras dificuldades ou grandes perturbações e de acordo com as conclusões de estudos efectuados é também.

 “ educar para a mudança e  promover uma melhor adaptação, contemplando todas as dimensões que se verifique serem necessárias: física, académica, social, emocional, entre outras.” (  Monteiro, J.,  2012)

Se identifica alguma destas situações. Fale connosco.

Psicologia infantil  |  Terapia da Fala  |  Artigo

Escrito por: Drª. Emília Lucas


Leave a Reply


Copyright by Global_Mind 2018. All rights reserved.